Você está com dúvidas?

Eis algumas respostas que podem ajudar você a sanar as perguntas mais comuns

A Traductor é composta por freelancers; não somos uma agência de tradução nem uma empresa de tradução. Um freelancer é um profissional independente, que pode ou não ter um CNPJ; o cliente contata o freelancer diretamente. Uma agência de tradução é uma pessoa jurídica que faz o meio de campo entre tradutores e clientes; o cliente contrata a agência que, por sua vez, coordena o trabalho de um tradutor, geralmente freelancer; as agências de tradução constroem um portfólio de clientes e outro de tradutores; na prática, as agências terceirizam grande parte do serviço de tradução. Uma empresa de tradução, assim como a agência, também é uma pessoa jurídica; a diferença essencial entre as duas é que a empresa costuma trabalhar mais com tradutores internos; os tradutores da empresa de tradução são, em sua maioria, funcionários da empresa; os tradutores da agência de tradução são, em geral, terceirizados.

Se você está interessado em saber se é mais barato pagar um freelancer para fazer sua tradução ou revisão, a resposta é, grosso modo, sim. Se encararmos as agências e as empresas de tradução como meros intermediários entre o tradutor e o cliente, é natural que elas encareçam o preço final pago pelo mesmo serviço prestado. Contudo, é importante ter em mente que agências e empresas de tradução podem fornecer serviços que freelancers não conseguem e vice-versa. Um freelancer individual, por exemplo, provavelmente não terá condições de absorver o mesmo volume de trabalhos paralelos que agências e empresas, as quais contam com dezenas de tradutores/revisores subcontratados. Uma forma de freelancers compensarem essa desvantagem “numérica” é por meio de esquemas como o da Traductor, que congrega vários freelancers; com mais tradutores/revisores disponibilizando seu serviço em conjunto, é possível absorver picos de demanda sem deixar o cliente na mão.

Para nós, não existe, na prática, nenhuma diferença entre texto acadêmico e texto científico. Claro que há uma sutil diferença, com base na qual se pode afirmar que nem todo texto acadêmico será necessariamente científico; contudo, no que tange à terminologia de tradutores e revisores, podemos tratar ambos como a mesma coisa (texto acadêmico ≅ texto científico).

Algumas pessoas nos perguntam se não poderíamos traduzir outros tipos de textos, que não são acadêmicos nem científicos. A resposta é sim, mas apenas em casos especiais. Nosso foco e nossa prioridade são textos acadêmicos e científicos. Em casos especiais, é possível aceitarmos traduzir ou revisar um texto que não pertença aos domínios das Ciências Humanas e das Ciências Sociais, notadamente no tocante a pedidos de clientes antigos. A resposta definitiva dependerá de uma breve análise do texto em questão. Não traduzimos, por exemplo, textos acadêmicos de engenharias ou tecnologia da informação. A Traductor acredita seriamente que a qualidade do produto final, tanto de uma tradução quanto de uma revisão, é diretamente proporcional ao conhecimento do tradutor/revisor em relação à seara a que pertence o texto. Conhecer bem o tema enseja ao tradutor/revisor não só maior fluidez no trabalho, como também maior grau de precisão na escolha de vocabulário, estrutura, estilo e outras características intrinsecamente ligadas a cada área e tipo de texto. Para que avaliemos seu caso, preencha o formulário de orçamento e, no campo “área”, escolha “outra”.

Não, a Traductor não faz tradução juramentada. A tradução juramentada não se aplica aos tipos de textos (acadêmicos) com que trabalhamos. A tradução juramentada só tem utilidade em documentos que precisam de um “reconhecimento oficial” por parte de um profissional autorizado pelo governo.

O cliente da Traductor pode pagar em dinheiro (notadamente para quem mora em Campinas e pode, portanto, realizar pessoalmente o pagamento), por meio de depósito bancário em conta, via transferência pela internet ou ainda utilizar o Paypal. O Paypal é um sistema seguro de pagamento online, que oferece ao cliente a opção de pagar com seu cartão de crédito, à vista ou a prazo.

A Traductor emite nota fiscal em CNPJ próprio. Se você precisa de nota fiscal para comprovar seu gasto em tradução ou revisão perante um órgão financiador como a FAPESP, a CAPES ou o CNPq, a Traductor detalha todo o serviço prestado em nota fiscal eletrônica e impressa para que você não tenha dificuldade alguma em obter seu reembolso. Nossas notas são enviadas a você por e-mail e ficam também registradas em sistema online do governo, para que você possa facilmente imprimi-las ou repassar o link diretamente ao responsável por auditar os gastos.